São Paulo, 23 de Outubro de 2014 Central de Atendimento(11) 3388.1073 Faça do site Metalúrgicos sua home page
Pesquisa:
Capa Notícias Jornal "O Metalúrgico" Publicações Imagens Vídeos Links Lazer Convênio com Faculdades Segurança e Saúde Homologação
Aposentadoria

31/08/10 - Fonte: Agora São Paulo

Novas profissões têm tempo especial até 1996

Gisele Lobato

A TNU (Turma Nacional de Unificação) concedeu a aposentadoria especial para um segurado que trabalhou em contato com agentes nocivos à saúde, mas que não estava na lista de profissões consideradas insalubres pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) antes de 1995.

A decisão da TNU deve acelerar as ações iniciadas nos JEFs (Juizados Especiais Federais), pois os juízes, a partir de agora, deverão considerar o entendimento do órgão.

Publicada em 11 de junho, a decisão reconheceu o direito de um frentista à contagem especial. O benefício havia sido negado porque os laudos apresentados diziam que o contato com os produtos nocivos --no caso, combustíveis-- não era permanente.

O INSS argumenta que, para ser considerada atividade insalubre até 1995, é preciso que a profissão esteja na lista de atividades (veja ao lado) e que o contato com o agente nocivo seja permanente.

O INSS argumenta que para ser considerada insalubre até 1995, é preciso que a profissão esteja na lista de atividades e que o ciontato com o agente nocivo seja permanente.

Segundo a advogada Marta Gueller, do escritório Gueller de Advogados, o INSS costuma usar a frequencia do contato com os agentes para recorrer da concessão do benefício na Justiça. O INSS disse que não comenta decisões judiciais.

Depois de 1995, a Previdência passou a exigir laudos específicos para comprovar a exposição a agentes químicos, físicos ou biológicos que colocam em risco a saúde.

Com o tempo isnalubre é possível obter a aposentadoria especial, conccedida integralmente aos 15, 20 ou 25 anos de contribuição. Outra opção é aumentar o tempo de pagamento ao INSS para o benefício por tempo de contribuição.

É preciso ter laudo que comprove atividade

O segurado que trabalhou em atividade insalubre até 1995 deve ter um laudo que comprove a atividade. O documento é exigido para pedidos no INSS e na Justiça. At[é 1995, podem ser usados os seguintes laudos para comaprovar a atividade: SB40, Dises-BE 5235, DSS 8030 e Dirben-8030 e PPP.

Quem não tem o documento deve pedi-lo na empresa onde trabalhou. O empregador é obrigado a fornecer o registro ao trabalhador. Se a empresa não existe mais, há outras formas de comprovar a atividade na Justiça. Uma delas é fazer um laudo em uma empresa com condições semelhantes. 

   


1 comentário(s) relacionado(s)   Clique para enviar seu comentário

Destaques
Serviços
Especialidades, como se consultar, convênios e horários de funcionamento.
Faça sua homologação no Sindicato evitando filas e resolvendo tudo o mais rapidamente possível!
Questões trabalhistas, acidentes de trabalho, doenças profissionais, greves, negociações coletivas e homologações, entre outros serviços.
Assistêcncia e orientação para obterem junto ao Instituto Nacional do Seguro Social - INSS.
Você tem imóvel financiado pelo Sistema Financeiro Habitacional? Verifique se os aumentos aplicados estão corretamente!
Tabela de reajustes e pisos salariais de 2006, 2007, 2008, 2009, 2010, 2011 e 2012.
Palácio do Trabalhador
Rua Galvão Bueno 782, CEP 01506-000, Bairro da Liberdade, São Paulo/SP - (11) 3388-1000